quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Rendimento e Condições de vida PT-UE

1. Consultando a Infografia do EuroStat constrói no Paint uma imagem comparando Portugal com o país A.


2. Consultando o destaque do INE Rendimento e Condições de Vida (Backup), comente a taxa de risco de pobreza:
a) por grupo etário de 2003 a 2013 (pp. 2);
R: Em 2013 a população em idade ativa continuou a ser o segundo grupo mais afetado pelo risco de pobreza, com o valor de 19,1% ou seja 0,7 p.p., enquanto em 2003 o valor era de 13,8 p.p.

b) segundo a composição do agregado familiar (pp. 2);
R: O agregado familiar em 2014 famílias sendo 1 adulto com pelo menos uma criança ou uma família sendo 2 adultos com 3 ou mais crianças são famílias que ultrapassam numa percentagem mais elevada a taxa de pobreza.

c) referindo a, importância das transferências sociais (pp. 3).

3. No mesmo documento (pp. 4) observe a tabela Indicadores de privação material. Justifique a relação entre a Taxa de privação material e a Taxa de privação material severa. 

R:


4. Utilizando a Taxa de privação material severa (no PORDATA) para 2007 e 2017, constrói no Excel e comenta e um gráfico com os 5 países indicados. 



terça-feira, 9 de outubro de 2018

Lei de Engel

1. Calcula o orçamento de cada uma das famílias.
NOTA: Utiliza o ficheiro do Excel, e no final posta uma imagem personalizada no blogue com a Tabela das questões 1. e 2., e o Gráfico da questão 3..






4. Verifica como a interpretação do quadro te conduz à Lei de Engel.

R: Como podemos ver no gráfico, seguindo a Lei de Engel a família mais pobre gasta uma percentagem maior em alimentação enquanto uma família mais rica gasta uma percentagem maior no lazer.

5. Comenta o elevado valor das subscrições de telemóveis em Portugal relativamente a outros países.

R: Em relação aos outros países, Portugal encontra-se entre os 6 países com mais subscrições de telemóveis (por 100 pessoas) o que nos leva à conclusão que o uso de telemóvel é elevado no nosso país.

6. Comenta o elevado número de automóveis em Portugal relativamente a outros países da União Europeia. 

R: Em relação aos restantes países europeus, Portugal encontra-se na segunda posição do país com mais automóveis (por cada 1.000 habitantes) o que nos leva a querer que somos um país que gasta mais na compra de automóveis do que a grande maioria dos restantes países europeus.

8. Refere como o consumo varia com os seguintes factores extra-económicos:
a) Estrutura etária dos agregados familiares;
R: Dependendo da quantidade de elementos na família, gastamos mais em alimentos do que se fossemos menos.
b) Estilos de vida (v.g. fast-food, consumos lights, desportos radicais, consumos com consciência ambiental);
c) Moda;
d) Publicidade;
e) Cultura.

terça-feira, 2 de outubro de 2018

Necessidades - noção e classificação

1. Escreve uma composição centrada nas necessidades que satisfazes quotidianamente utilizando dez dos termos que se encontram a negrito acima.

R: Todos nós temos necessidades quotidianos. Beber água, por exemplo, é uma necessidade de multiplicidade pois necessitamos de água para poder viver, é uma necessidade de saciabilidade pois quanto mais bebemos água satisfazemos a nossa sede até ao ponto de não querermos mais, é uma das necessidades que temos mais importantes devido ao facto de o nosso corpo ser constituído maioritariamente por água, é uma necessidade relativa pois por exemplo a sede que temos estando em casa será diferente à sede que teríamos estando num deserto, uma forma de satisfazer a sede de água é beber refrigerantes ou sumos.

2. Qual das classificações acima estará mais relacionada com a Pirâmide de MaslowJustifica.

R: A classificação acima mais importante é a necessidade Hierarquizável pois água é a necessidade mais importante que temos no quotidiano.

3. Qual das classificações acima estará mais relacionada com a Economia? Justifica.

R: O custo pois, para podermos beber água precisamos de pagar uma conta no final do mês ou por exemplo comprar uma garrafa de água temos que pagar um preço acima de zero.

4. A alimentação é uma necessidade individual, sentida por todos. Justifica.

R: Pois cada um tem a sua própria fome, por exemplo, quando eu tenho fome o meu colega pode não ter ou vice-versa mas todos sentimos essa necessidade sendo uma necessidade individual.

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Os Agentes Económicos

1. Explicita os aspectos fundamentais da actividade económica.

Os aspectos fundamentais da actividade económica são:
- O consumo;
- A produção;
- A distribuição;
- A repartição do rendimento;
- A acumulação de capital;

2. Em Economia estudamos o comportamento dos agentes económicos, não de sujeitos económicos individuais. Porquê?

Em economia estudamos micro-sujeitos e macro-sujeito.Se uma  empresa for individual dizemos que são micro-sujeitos pois, em economia, não se estuda comportamentos individuais. Se uma empresa for em grupo dizemos que são macro-sujeitos pois, em economia, têm a mesma função principal.

3. Nas sociedades rurais grande parte da produção destinava-se a auto-consumo. Nas sociedades modernas a distribuição e o Marketing têm uma importância crescente. Refere alguns aspectos que sustentem estas afirmações.

Nas sociedades rurais a população limita-se à agricultura sendo um sustento para elas próprias enquanto nas sociedades modernas são usadas publicidades, folhetos, cartazes para promover um bem material.

4. As Empresas (não financeiras) produzem bens comercializáveis, enquanto o Estado produz bens não comercializáveis. Justifica definindo bens comercializáveis.

As empresas (não financeiras) produzem bens comercializáveis pois o preço é maior que o custo por isso têm lucro. Enquanto o estado produz bens não comercializáveis pois o preço é menor que o custo por isso não têm lucro por isso as empresas não podiam produzir e cobram impostos.

5. Entre as diversas parcelas de rendimentos do capital, qual delas é mais incerta? Justifica.

Através do processo de investimento, as empresas aumentam a capacidade de produção. Por isso este processo é indispensável para a economia poder satisfazer as necessidades da população.
Produzindo bens para a população.

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Custo de Oportunidade

1. Explicita o conceito de custo de oportunidade. Ilustra-o referindo dois exemplos.

O conceito de custo de oportunidade implica a realização de escolhas entre várias opções alternativas como por exemplo:
- Temos 500€ e queremos comprar um tablet que custa 400€ ou um smartphone que custa 450€.Se escolhermos comprar o tablet o custo de oportunidade é o facto de não podermos comprar o smartphone e vice-versa;
- Temos que escolher entre ir ao cinema ou ir a uma festa.Se escolhermos ir ao cinema o custo de oportunidade é o facto de não podermos ir à festa e vice-versa;

2. Utilizando o conceito de custo de oportunidade, confronte a hipótese de terminar o Ensino Secundário aos 17 anos com a alternativa de o terminar mais tarde. 

Se quisermos terminar o secundário aos 17 o custo de oportunidade é o facto de não o terminarmos mais tarde assim como se terminarmos mais tarde o custo de oportunidade é o facto de não acabarmos o secundário mais cedo;

3. Compare o custo de oportunidade associado às aulas no ensino privado com as do ensino público obrigatório. 

No ensino público obrigatório o sistema de ensino é menos rigoroso que no ensino privado sendo que é mais fácil ter boas notas no ensino público que no ensino privado o que tem como consequência a entrada para uma faculdade o custo de oportunidade é o facto de se escolhermos um ensino não podemos ter o outro e as suas vantagens;

4. Observe que a fronteira de possibilidades de produção apresenta os pontos em que é máxima a eficiência da economia na produção de espingardas e manteiga.
4.1. Explique porque não são alcançáveis pontos exteriores, como I.

Pois como os recursos são escassos os pontos exteriores como o ponto I são pontos não alcançáveis pois a escassez dos recursos não permite produzir mais que o limite;

4.2. Explique porque são ineficientes pontos interiores, como U

Pois como é um ponto interior significaria que com escassez de recursos iriam haver recursos desempregues o que não é bom seria um problema maior que um ponto não alcançável;

5. Explique porque muitas vezes é difícil calcular o custo de oportunidade associado às decisões políticas ou à construção de infraestruturas. 

Pois o custo de oportunidade é diferente para todos, por exemplo umas pessoas podem ver um custo de oportunidade elevado e outros um custo de oportunidade baixo, depende das variadas perspectivas;

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Problemas económicos fundamentais

  1. Refira aspectos do seu quotidiano relacionados com os problemas económicos. 
R: Os problemas quotidianos relacionados com o problema económicos são a inflação, crises económicas, o desemprego, diferenças salariais, défice na balança de pagamentos, dívidas e subida de impostos.

2.Porquê estudar Economia?

R: O objectivo de estudar a economia é analisar os problemas económicos, formular as soluções para resolve-las, de forma a melhorar as nossas vidas.

3.Identifique o problema económico fundamental.

R: O problema económico fundamental é os recursos produtivos limitados que por outro nome escassez, para satisfazer "Todas as limitações" das necessidades da população. Também associadas ás necessidades do Homem.

4.Mostre através de um exemplo, como a produção de um bem tem em Economia implicações importantes a três níveis de referência.

R: A criação do video-projector ajudou no ensino nas escolas como por exemplo projectar a matéria ou exemplos dos exercícios propostos nas aulas conseguindo assim mostrar a todos os alunos ao mesmo tempo.